As demandas levantadas durante as oficinas do Plano Estratégico da Agricultura Capixaba (Pedeag 3), direcionaram a elaboração do maior edital de pesquisa já aberto no Espírito Santo. O programa intitulado +Pesquisa AgroCapixaba, tem o objetivo de estimular o intercâmbio entre pesquisadores e grupos de pesquisas de várias instituições públicas e privadas para que apresentem propostas de projetos de pesquisa científica e tecnológica em rede.

As inscrições podem ser feitas até o dia 28 de abril. O edital conta com recursos repassados pela Secretaria de estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), sendo 10 milhões; e outros 4 milhõres oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec), resultando no montante de R$ 14 milhões.

Uma equipe técnica da Seag e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), esteve mobilizada na divulgação do edital +Pesquisa AgroCapixaba desde o último dia 25, concluindo hoje (segunda-feira, 29), a série de visitas a vários Centros Universitários, Institutos de Ciência e Tecnologia, tanto públicos como privados em diversos municípios do interior e da Grande Vitória.

O investimento de R$ 14 milhões irá financiar pesquisas para subsidiar a formulação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento rural sustentável, a elevação da renda dos produtores, o adensamento dos arranjos produtivos, a conservação do solo e o uso racional da água.

O programa +Pesquisa Agrocapixaba

O Edital +Pesquisa AgroCapixaba encontra-se disponível em www.fapes.es.gov.br e www.seag.es.gov.br, e traz como novidade a necessidade de que os projetos sejam desenvolvidos em Rede. Cada Rede de pesquisa terá um coordenador e será composta, por no mínimo, três projetos, cada qual com um coordenador distinto.

Pelo menos um dos projetos deve ser coordenado por pesquisador do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) ou do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf). O edital contempla onze áreas temáticas a serem desenvolvidas: Fruticultura; Mamão; Cafeicultura; Produção Animal; Olericultura; Pipericultura; Silvicultura; Culturas Alimentares e Floricultura; Agricultura e Pesca; Água, Solo e Agricultura de Baixo Carbono e Agroecologia e Agricultura Orgânica.

Fonte: Seag

Fotos: divulgação Seag/Fapes

http://jornaltempodenoticias.com.br/wp-content/uploads/2016/02/Ceunes.jpghttp://jornaltempodenoticias.com.br/wp-content/uploads/2016/02/Ceunes-150x150.jpgGuilherme MoraesAgronegócioFapes,Pedeag,Pesquisa,SeagAs demandas levantadas durante as oficinas do Plano Estratégico da Agricultura Capixaba (Pedeag 3), direcionaram a elaboração do maior edital de pesquisa já aberto no Espírito Santo. O programa intitulado +Pesquisa AgroCapixaba, tem o objetivo de estimular o intercâmbio entre pesquisadores e grupos de pesquisas de várias instituições...Últimas notícias do Espírito Santo, Brasil e do Mundo

Comentários